Pages

Transformação

Os uivos vinham de fora. Ele espiou pela fechadura... só penumbra. A luz começou a ceder. O medo fez com que fizesse coisas estranhas, como sussurrar: “vão embora!”, “vão embora!”. Ora, nem ele conseguia ouvir. E os uivos continuavam. Sua mente já era só instintos. Foi quando finalmente a lua cheia brilhou sem incômodos no céu que ele pôs de uma vez porta abaixo. Enquanto corria, os pelos brotavam em seu corpo e um manto se formou. A cara de lobo foi lapidada e os músculos das patas eram tão fortes quanto o berro que soltara e que ecoava pelo vale:

– Uuuuuuuuuuuuuuhhhhhhhhhhhrrrrrrrrrrrrrrrrr!

2 comentários:

  1. Tá lendo Stephenie Meyer, hein?

    :P

    ResponderExcluir
  2. Me lembrou a infância quando assistia Sessão das Dez - "Um lobisomem americano em Londres" hehe
    []s

    ResponderExcluir